51 2108.2108
Área do Associado
esqueci minha senha

Notícias

01/07/2022

Marketing digital ajuda empresas a atrair, persuadir e vender

Clique na imagem e veja a galeria completa

Atrair as pessoas certas através do marketing digital, persuadi-las a comprar seu produto por meio de boas ofertas e, por fim, fechar a venda. Essa é a fórmula de sucesso em vendas proposta pelo mentor de negócios Juliano Torriani no Prato Principal que a ACI realizou nesta quinta-feira, 30, no Swan Tower Hotel, em Novo Hamburgo.

Durante o evento, com patrocínio de Sicredi Pioneira, Laboratório Fleming, Domínio Tributário e ABC Negócios, apoio máster de Universidade Feevale e apoio de Lauermann Schneider Auditoria & Consultoria e Reverse Gestão de Resíduos, foram homenageadas dez empresas associadas que aniversariam em junho.

O presidente, Diogo Leuck, agradeceu aos patrocinadores, destacou o novo formato do evento e enfatizou a decisão favorável obtida pela ACI, em mandado de segurança coletivo, em benefício de associados exportadores, que poderão compensar valores pagos a mais entre 01º de junho e 1º de setembro de 2018 devido à necessidade de observância do prazo de 90 dias para a redução do benefício fiscal denominado Reintegra.

Abordando o tema Como triplicar vendas do seu negócio nos próximos 90 dias usando o marketing digital, o palestrante enfatizou que o digital é o grande gerador de negócios na atualidade e as empresas que não o utilizam correm o risco de se tornarem irrelevantes para os clientes.

“Baixo movimento, queda nas vendas e muita concorrência não são, necessariamente, indicativos de mercado ruim. São, geralmente, indicativos de que a empresa pouco ou nada está fazendo em marketing digital ou está ‘vendendo’ o que faz e não o que o cliente ganha com isso”, disse Torriani, enfatizando que, para vender mais e ter mais lucro, é preciso gerar atenção, isto é, atrair as pessoas certas por meio de diferenciais únicos e exclusivos.

Segundo ele, produtos de qualidade, bom atendimento e pronta entrega não são diferenciais. São obrigação de qualquer empresa, que precisa mostrar ao cliente o que tem de melhor. “Não é o melhor produto que vende. O que vende é o melhor marketing”, explicou, alertando, porém, que os anúncios precisam conter esses diferenciais para atrair as pessoas certas.

Três etapas a percorrer

O marketing digital, na avaliação de Torriani, é o melhor caminho para a empresa chegar a milhões de pessoas que passam grande parte de seu tempo no celular ou na internet, que no Brasil é de dez horas diárias, em média, conforme pesquisas recentes. Para isso, ele propõe uma fórmula que une as três etapas citadas no início.

Atrair a atenção – É a mais difícil e deve ser sempre o foco. Para atrair a atenção, é preciso construir e fazer uma boa oferta, que é tudo o que o cliente recebe junto com a compra. É preciso falar do jeito certo com as pessoas certas, e uma boa oferta pode ser um desconto, um atrativo como pague 2 e leve 3 ou ainda leve agora e pague depois, entre muitos outros.

Persuasão – Produzir e veicular bons anúncios é indispensável para levar as pessoas certas a comprar. Os anúncios precisam conter algo em que a empresa se diferencia dos concorrentes e ajudar as pessoas a comprarem (indicar facilidades e opções que facilitem sua decisão). Isso implica, além de criatividade na produção, em tráfego pago. “As empresas precisam estar em destaque no Google para serem encontradas facilmente quando o cliente fizer uma busca”, destacou o palestrante.

Vender – A venda acontece, conforme Torriani, quando as pessoas estão prontas para comprar o produto da empresa. Por isso, precisam conhecer, gostar e confiar nela, condição a que são levadas através de ações de marketing digital diferenciadas.

“Muitas empresas não têm problemas de vendas. Têm problemas com os anúncios que estão veiculando”, disse Torriani, enfatizando que um bom anúncio deve mudar o status do cliente em relação à empresa, mostrando-lhe que a marca tem algo útil para ele. É o que comumente se denomina de relacionamento.

Em sua palestra, o mentor de negócios comparou o processo de venda a um pedido de casamento: em ambos, etapas precisam ser cumpridas até que aconteça, como despertar a atenção (anúncio criativo), contato (pelo whatsapp, por exemplo), café (oferta um), jantar (oferta dois), cinema (oferta três) e, por fim, casamento (venda). E destacou a utilidade do funil americano para gerar vendas diárias pelo Instagram e WhatsApp através de boas ofertas e da atração de pessoas certas.

“Crie e faça ofertas aos clientes, independentemente de tempo, e ajude-os a comprar de você através de conteúdo útil, excelentes produtos e ótimas ofertas”, finalizou.