51 2108.2108
Área do Associado
esqueci minha senha

Notícias

05/03/2018

ACI, CDL e Sindilojas protocolam solicitação conjunta sobre a Faixa Nobre em Novo Hamburgo

Novo Hamburgo/RS - A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Novo Hamburgo (CDL-NH) e o Sindicato do Comércio Varejista de Novo Hamburgo (Sindilojas-NH) protocolaram, na sexta-feira (02), solicitação à prefeita hamburguense Fátima Daudt, pleiteando por uma fiscalização mais enérgica por parte do poder público no que tange não só aos controles dos horários dos cartões da Faixa Nobre, mas, principalmente, no que toca à complacência dos fiscais deste sistema no município.

Assinada pelos presidentes das três entidades, Marcelo Lauxen Kehl, Gilberto Kasper e Remi Scheffler, respectivamente, a carta expõe que o sistema de fiscalização pública do estacionamento rotativo, é, através de décadas, uma importante ferramenta para assegurar um rodízio de espaços para estacionamentos nas vias públicas da cidade. “Muito antes de uma medida arrecadatória, é fundamental para que os motoristas alternem a ocupação de espaços públicos, garantindo um melhor acesso dos veículos em nosso perímetro urbano. Vale lembrar que a introdução da Faixa Nobre surgiu no ano de 1978, quando o tema mundialmente problemático do estacionamento público já perturbava aos nossos motoristas que não encontravam vagas, bem como aos comerciantes e prestadores de serviço de nossa cidade”, frisa o documento.

ACI, CDL e Sindilojas também enfatizam que, ao longo dos anos, surgiram importantes controles de fiscalização compartilhados pela Brigada Militar e pela Guarda Municipal, como a rotineira ação de controle em relação aos flanelinhas da cidade, o que também contribuiu para uma significativa melhora da segurança e do conforto para os consumidores e usuários de serviços em Novo Hamburgo. “No entanto, ao longo dos últimos meses, nossas entidades têm sido demandadas por seus associados por uma fiscalização mais enérgica de parte do poder público no que tange não só aos controles dos horários dos cartões, mas, principalmente, no que toca à complacência dos fiscais deste sistema. São inúmeras as ocorrências de veículos que estacionam o dia inteiro numa mesma vaga, fazendo de uma vaga pública, seu exclusivo domínio. Este cenário tem trazido prejuízos aos nossos negócios, que dependem por demais da circulação automobilística e sofrem pela ausência de estacionamentos privados para ofertar aos seus clientes”.

A solicitação encerra solicitando que o poder executivo atue com energia em prol da solução deste grave problema que impacta diretamente em postos de emprego, turismo, arrecadação pública e negócios.

De Zotti – Assessoria de Imprensa
Em 05/03/2018