51 2108.2108
Área do Associado
esqueci minha senha

Notícias

05/07/2018

MEC autoriza a instalação de câmpus da Universidade Feevale em Campo Bom

Associada: Universidade Feevale

Portaria foi publicada nesta quinta-feira, dia 5, no Diário Oficial da União
 
Uma ligação do ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, para o reitor da Universidade Feevale, Cleber Prodanov, no final da manhã desta quarta-feira, dia 4, sinalizou que a implantação do Câmpus III da Instituição em Campo Bom já estava se concretizando. No telefonema, o ministro parabenizou o reitor pela posse no dia 28 de junho e afirmou estar assinando naquele momento, em Brasília, a portaria que autorizava o credenciamento do Câmpus, assim como a oferta dos cursos de Medicina Veterinária e Engenharia Biomédica, entre outros.
 
Publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira, dia 5, a portaria sucedeu o parecer favorável ao credenciamento da nova sede pela Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do Ministério da Educação (MEC) e também a homologação pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). “A expansão da Universidade Feevale passa pela implantação do Câmpus III em Campo Bom, que impulsionará o desenvolvimento regional. A importância desse passo se refletirá na utilização da área de 5.000m2 para a construção do Hospital Escola Veterinário, que prevê investimento de cerca de R$ 22,5 milhões”, afirma Roberto Cardoso, presidente da Associação Pró-Ensino Superior em Novo Hamburgo (Aspeur), mantenedora da Feevale.
 
Para Prodanov, a expansão da Universidade junto ao Feevale Techpark é muito qualificada e dirigida para algumas áreas, especialmente as tecnológicas e as relacionadas à Medicina Veterinária e à Engenharia Biomédica, que vão crescer imediatamente dentro do novo câmpus, juntamente com o Hospital Escola Veterinário. Segundo o reitor, a intenção é que o câmpus em Campo Bom seja completo, pensando na ampliação de áreas como as engenharias e de laboratórios que prestam serviços às empresas. “Evidentemente que a Medicina Veterinária, em função do cluster da saúde, da extensão e da assistência à área da pesquisa –  nas áreas de alimentos, vacinas e componentes para a qualidade de vida animal, entre outras – vai impulsionar as empresas que estão ao redor do Feevale Techpark e do Câmpus III”, destaca, acrescentando que a Instituição está trabalhando na formatação de novos cursos que, em função da autonomia da sede, independem de autorização.
 
Desenvolvimento regional
 
Além de aproximar a Universidade Feevale de Campo Bom e dos municípios do entorno, o Câmpus III deverá ser um fator decisivo para o desenvolvimento regional. “Estamos mais próximos de realizar esse sonho. Acreditamos que em breve poderemos contar com esse importante empreendimento na área da educação superior na cidade. Temos a convicção que apenas investindo em educação é possível construir um futuro melhor para todos e continuaremos buscando parcerias para que Campo Bom se torne uma cidade universitária”, destaca o prefeito Luciano Orsi.
 
Os cursos de graduação funcionarão em um prédio doado pelo município de Campo Bom à Universidade em 2016, o Condomínio Empresarial Alberto Santos Dumont. Com área total de 2.342,68m², o edifício foi reformado e ampliado para receber os novos cursos da Instituição. No início deste ano, também foi doada uma área de 5.000m² junto ao Feevale Techpark, a qual será utilizada para a construção de um Hospital Escola Veterinário. Esse será mais um fator de desenvolvimento na área da saúde no local, pois o hospital poderá dialogar com as empresas ali instaladas. De acordo com o reitor Cleber Prodanov, a ideia é que o Câmpus III seja um espaço de relacionamento e vocação tecnológica, em que tanto o Câmpus quanto o Feevale Techpark sejam uma porta de entrada para as empresas, onde estas tenham um apoio tanto na formação das pessoas quanto na prestação de serviços.
 
Hospital Escola Veterinário
 
A expansão do Câmpus III passa pela construção de um Hospital Escola Veterinário. O projeto do hospital prevê salas de atendimento, ala cirúrgica, pavilhões de internação, laboratórios e outras, além de uma área de campo para manejo de grandes animais. O projeto também abarca conceitos sustentáveis, com a utilização de energias renováveis, como placas solares para aquecimento da água e geração de energia e reaproveitamento da água da chuva, por exemplo. Haverá, ainda, contrapartidas com o município de Campo Bom, no sentido de proporcionar atendimentos à comunidade de baixa renda. A previsão é que, tão logo o curso de Medicina Veterinária receba o aval do MEC, sejam iniciadas as obras. O total de área construída será de 4.990m² e o projeto segue as normativas do Conselho Profissional de Medicina Veterinária e Vigilância Sanitária Estadual.
 
Cluster da Saúde no RS
 
A Universidade Feevale e o Feevale Techpark assinaram, em 2015, um termo de cooperação envolvendo 44 entidades e o Governo do Estado para o estabelecimento do cluster de tecnologias para a área de saúde no Rio Grande do Sul. O acordo, que tem como objetivo impulsionar o desenvolvimento econômico e melhorar os indicadores de saúde da população, prevê parceria entre o órgão e universidades, hospitais, empresas, prefeituras, planos de saúde, associações empresariais e setoriais, instituições de apoio, parques tecnológicos e arranjos produtivos locais. A iniciativa conta com a parceria do Medical Valley, da Alemanha, um dos nove clusters de excelência implementados pelo governo daquele país, orientados a gerar economia por meio da inovação tecnológica.
 
Estrutura
 
O Câmpus III está sendo pensando para conter toda a estrutura que os acadêmicos têm disponível nos câmpus I e II da Feevale. Além das salas de aula e um miniauditório, haverá serviços diversos, como: Centro de Informática Acadêmica, Registro Acadêmico, setor de Atendimento, laboratórios de informática, sala de professores, apoio audiovisual, Núcleo de Apoio Pedagógico Discente e Docente, salas de coordenação de cursos, biblioteca e laboratórios específicos.
 
De acordo com a coordenadora das bibliotecas, Patricia Valerim, a biblioteca do Câmpus III contará com um acervo inicial de 1.033 volumes de livros da área de Medicina Veterinária, referentes aos dois primeiros anos do curso. “Além do acervo físico, o espaço terá milhares de títulos de e-book e periódicos eletrônicos, por meio das bases de dados assinadas e acesso ao Portal Capes. Também será possível solicitar livros via malote para as demais bibliotecas”, explica Patricia.
 
Além do Hospital Escola Veterinário, o Câmpus III contará, inicialmente, com a seguinte estrutura:
 
Prédio Alberto Santos Dumont
 
- 1 Laboratório Multiuso
- 2 Laboratórios de Informática
- 1 Laboratório de Técnicas Básicas em Saúde Única
- 1 Laboratório de Técnicas Avançadas em Saúde
- Biblioteca
- Centro de Informática Acadêmica
- Sala de Anatomia
 
Feevale Techpark
 
Prédio 1:
- Laboratório de Criatividade
- Espaço de Interação e Fomento à Criatividade e à Inovação
- Laboratório de Produção de Conteúdos Audiovisuais
- Laboratório de Tecnologias Híbridas para a Saúde
 
Prédio 2:
- Laboratório de Condutividade Térmica
- Laboratório de Métodos Avançados em Biotecnologia
- Laboratório de Técnicas Avançadas em Saúde Única  
- FabLab
- Laboratório de Monitoramento Terapêutico de Fármacos
 
Fonte: Assessoria de Imprensa da Universidade Feevale