51 2108.2108
Área do Associado
esqueci minha senha

Notícias

09/07/2019

Cultura e liderança organizacional: qual o papel do líder no engajamento dos funcionários?

A cultura organizacional representa o conjunto de hábitos, crenças e valores que são compartilhados dentro da empresa bem como determina as prioridades do expediente. Há uma forte relação entre cultura e liderança organizacional, todavia, despercebida.

O líder é o principal responsável por influenciar os demais colaboradores da empresa, direcionando-os no desenvolvimento de competências de gestão importantes ou competências específicas. Além disso, é comum que seus erros e acertos sejam reproduzidos em seu time de trabalho. A questão-chave é: como usar essa grande influência para engajar os funcionários na cultura da empresa?

Afinal, qual a importância da cultura organizacional?

Segundo Peter Drucker, pai da administração moderna, “a cultura devora a estratégia no café da manhã”. Isso significa que, por melhor se seja a estratégia de atuação, sem uma cultura sólida, a empresa não será capaz de atingir seus resultados e crescer. E vemos isso constantemente, empresas diferentes, mas do mesmo segmento de atuação e concorrentes entre si, com resultados tão dispares.

No livro O que (realmente) funciona: as melhores práticas de empresas de sucesso, de William Joyce e outros autores, 160 organizações foram acompanhadas por 10 anos. O objetivo era entender como elas alcançavam o sucesso no longo prazo. Em resumo, os autores identificaram quatro práticas, sendo a cultura uma das principais.

Toda companhia tem uma cultura, o problema é que algumas não são bem definidas ou até tóxicas. Nesses casos, a cultura pode atrapalhar a performance, ofuscar as prioridades diárias e até desmotivar a equipe de trabalho.

Por outro lado, há empresas com culturas sólidas, bem disseminadas em cada área e nível do ambiente de trabalho. Segundo O’Reilly, existem 7 tipos de cultura, como a agressiva, inovadora, estável, orientada às pessoas, resultados ou detalhes.

Considerando tudo isso, percebe-se que a cultura é uma espécie de DNA responsável por distinguir o negócio de todos os outros e agregar sentido ao trabalho. No mais, ela permite alcançar um sucesso duradouro, diferenciando a empresa no mercado e gerando valor aos investidores. Mas, para transmiti-la aos talentos, é preciso contar com o protagonismo da liderança.

Não basta que o líder de equipe entregue bons resultados mês após mês. Ele também deve abraçar os valores da empresa e garantir que os colaboradores façam o mesmo. Desse modo, a cultura será fortalecida e estimulada.

Fonte/Associado: Kienbaum