51 2108.2108
Área do Associado
esqueci minha senha

Notícias

11/05/2018

Projeto Consciência Tributária segue com palestras durante as próximas semanas

Na EMEF Francisco Xavier Kunst, com o palestrante Marciano Buffon

Na EMEF Francisco Xavier Kunst, com o palestrante Marciano Buffon

Clique na imagem e veja a galeria completa EMEF Anita Garibaldi, com alunos de 8º e 9º anos e o palestrante Cláudio Pozza

Cidadania e questões fiscais são debatidos com os estudantes e devem atingir, neste ano, mais de 2.100 alunos

Novo Hamburgo/RS – O ciclo de palestras do projeto Consciência Tributária desenvolvido pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha chegou à sua 14ª edição e segue nas próximas semanas. Realizado através da vice-presidência de Serviços, promove diversas atividades de educação junto às escolas e às empresas, além de encaminhamento de pleitos aos órgãos governamentais. Escolas particulares e municipais de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha participam do projeto, totalizando mais de 2.100 estudantes.

Com o tema conscientização tributária, os alunos recebem um reforço de informações sobre cidadania e questões fiscais. As duas primeiras palestras aconteceram na sexta-feira (04), na Escola Municipal de Ensino Fundamental Bento Gonçalves, no bairro Lomba Grande, em Novo Hamburgo, com alunos do 9º ano. Pela manhã a palestrante foi Vivian Schell e à tarde César Weber. Estância Velha recebeu a primeira palestra desta edição na terça-feira (08), tendo como palestrante Roberta Cassel Greenfield, e, à tarde na EMEF Anita Garibaldi, para alunos de 8º e 9º anos, o palestrante foi Cláudio Pozza. Na quarta-feira (09) a EMEF Anita Garibaldi contou com novo bate-papo, desta vez com César Weber. Dia 14 foi a vez da EMEF Walter J. Bauermann, de Estância Velha, contar com a palestra de Cláudio Pozza para os estudantes do 8º e 9º anos. Já na terça-feira (15) o palestrante Marciano Buffon conversou com os alunos da EMEF Francisco Xavier Kunst, de Novo Hamburgo, Márcia Treis com a EMEF Otávio Rocha, de EV, e Roberta Greenfield esteve na EMEF José de Anchieta, de NH. 

Os encontros com os alunos são realizados por profissionais que estão aderidos ao projeto e palestram de forma voluntária.

 * 16/05 - Estância Velha - EMEF Selvino Ritter - 8h - 8º e 9º anos - palestrante Adauto Fröhlich
 * 16/05 - Novo Hamburgo - IENH - 8h10min - 9º ano ensino fundamental e 1º ano do ensino médio - palestrante Rodrigo de Castro
 * 17/05 - Novo Hamburgo - IENH - 16h20min - 7º e 8º anos - palestrante Daniel Antonio Campos
 * 17/05 - Novo Hamburgo - IENH - 17h10min - 1º e 2º ensino médio - palestrante Daniel Antonio Campos
 * 18/05 - Novo Hamburgo - Escola de Aplicação Feevale - 11h - 8º ano - palestrante André Arrué
 * 18/05 - Estância Velha - EMEF Candido Rondon - 8h - 8º e 9º anos - palestrante Vivian Schell
 * 18/05 - Estância Velha - EMEF Germano Dauernheimer - 10h - 8º e 9º anos - palestrante Danile Kehl Trierweiler
 * 18/05 - Estância Velha - EMEF Germano Dauernheimer - 13h30min -  8º e 9º anos - palestrante Cláudio Pozza
 * 23/05 - Novo Hamburgo - Colégio Sinodal da Paz - manhã - 8º ano - palestrante Roberta Cassel Greenfield
 * 23/05 - Novo Hamburgo - Colégio Sinodal da Paz - tarde - 8º ano - palestrante André Arrué
 * 23/05 - Estância Velha - EMEF Otávio Rocha - 8h - 8º e 9º anos
 * 23/05 - Estância Velha - EMEF Otávio Rocha - 13h30min - 8º e 9º anos - palestrante César Weber
 * 25/05 - Campo Bom - CEI - 8h - 9º ano - palestrante Marco Kirsch
 * 25/05 - Campo Bom - CEI - 10h - 9º ano - palestrante Marco Kirsch
 * 28/05 - Novo Hamburgo - EMEF Pres Getúlio Vargas - 8h -  8º e 9º anos - palestrante Vivian Schell
 * 30/05 - Novo Hamburgo - Colégio Santa Catarina - 10h10min - 5º ano - palestrante Cláudia Bressler

DIAS TRABALHADOS - O brasileiro trabalha, em média, aproximadamente 153 dias só para pagar impostos. De acordo com o Impostômetro instalado junto à Associação Comercial de São Paulo, no dia 14 de abril o total de tributos pagos pelos contribuintes brasileiros somou R$ 700 bilhões. O valor foi apontado com nove dias de antecedência em relação ao ano passado, indicando que os cofres públicos estão arrecadando mais em 2018. O Impostômetro foi implantado em 2005 para conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar os governos por serviços públicos de qualidade.

"O que se debate, no nosso País, e em especial com os estudantes, é a qualidade da contrapartida dos valores bilionários que pagamos em todas as esferas, municipal, estadual e federal. Por isto atuamos de forma constante e contínua, para que todos os brasileiros estejam conscientes do quanto pagamos para termos este retorno desejável para o bem-estar da população", destaca a vice-presidente de Serviços da ACI, Jéssica Benetti de Oliveira.

De Zotti – Assessoria de Imprensa
Em 11/05/2018