51 2108.2108
Área do Associado
esqueci minha senha

Relatório
de Gestão 2006/2007

Janeiro de 2006

Reuniões de debates e discussões, mas ainda sem concretizações. Assim podem ser resumidos os encontros entre representantes das principais entidades de classe do setor coureiro-calçadista e o governo federal, em Brasília. Porém os primeiros passos começaram a ser dados rumo à solução dos problemas, como a divisão das reivindicações em grupos, determinados e aptos a estudar os temas. Estiveram na reunião, técnicos dos Ministérios do Desenvolvimento, da Fazenda e do Trabalho, Casa Civil, BNDES, Banco Central, Receita Federal, etc. Do setor privado, a comitiva foi formada pelo vice-presidente de Negócios Internacionais da ACI, João Carlos Hartz, a superintendente da Assintecal, Ilse Guimarães, o presidente da CICB, Umberto Sacceli, Walter Broda, diretor da Abrameq.

 


Depois da reunião com o presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva, o setor coureiro-calçadista continua se articulando para conseguir medidas para amenizar a crise. Em reunião na ACI, em Novo Hamburgo, onde foi discutida as sugestões que seriam levadas em um novo encontro em Brasília.

 


Muito trabalho é o que as entidades do setor coureiro-calçadista devem esperar para esse início de ano. Após apresentar proposta para amenizar a crise que se alastra desde meados de 2005 ao presidente Luis Inácio Lula da Silva e seus principais ministros, o Fórum de Competitividade continua articulando em busca de meios que concretizem as medidas. O governo federal também prossegue sensibilizando as dificuldades e agendou uma nova reunião com técnicos do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O encontro foi adiado a partir de um acordo feito por ambas as partes. "Um dos técnicos cuja presença é muito importante estará de férias. Por isso, o ministério pediu a transferência, que foi acatada, pois nos dará mais tempo para trabalhar calmamente as propostas", explicou a vice-presidente de Serviços da ACI, Fatima Daudt.

 


Representantes empresariais de Novo Hamburgo aprovaram, o projeto do Receptivo Turístico, empreendimento que terá como objetivo fomentar o turismo na cidade. A decisão ocorreu durante o encontro realizado no Centro Administrativo Leopoldo Petry e que reuniu representantes do Novo Shopping, da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Sindicato do Comércio Varejista de Novo Hamburgo (Sindilojas).

 


A secretaria do Desenvolvimento e dos Assuntos Internacionais e o Sebrae/RS, em parceria com a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, apóia a participação de empresas gaúchas na Couromoda. Um grupo de 38 indústrias locais irá expor na 33ª Feira Internacional de Calçados, Artigos Esportivos e Artefatos de Couro.

 


Flávio Fischer, presidente eleito da ACI, para a gestão 2006/2007, toma posse, em cerimônia no Salão de Convenções da entidade. Na oportunidade Fischer apresenta sua diretoria.

 


Está cada vez mais próxima a realização da Festa do Sapato, que pretende resgatar a identidade campo-bonense, ligada à produção do calçado. Uma comissão liderada pela Fundação Cultural de Campo Bom pretende implantar o evento, que já ocorreu no município nos anos de 1962 e 1963. Depois a atividade foi transferida para Novo Hamburgo, dando origem à Feira Nacional do Calçado (FENAC). Os primeiros passos para a execução do projeto estão sendo dados por meio de uma aliança entre a Fundação Cultural de Campo Bom, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI), Lions Pequeno Gigante, Lions Clube de Campo Bom, etc.

 


Manter uma equipe de sucesso já habituada com os trabalhos da casa foi à decisão do novo presidente da ACI José Flávio Bueno Fischer. Da tão aguardada lista de vice-presidentes que o acompanham no biênio 2006/2007, poucos nomes inéditos, mas alguns cargos novos. Ao passar o bastão, Adão Cláudio da Silveira, disse estar de alma lavada por realizar uma gestão que acredita ter agradado os empresários de todo o País, focado principalmente na redução da carga tributária. E pediu que Fischer mantivesse a união do grupo e o ritmo de trabalho. A permanência dos principais nomes da diretoria composta pelo presidente anterior, para Fischer, é manter o que ele denomina de "núcleo duro da casa", composto pela equipe que acompanhou mais de perto as atividades da entidade, João Carlos Hartz, Nelson Ramalho, Olivério Ferreira, Júlio Camerini, João Bruxel, Ernani Reuter, Edgar Fedrizzi Filho, Carlos Henrique Klaser Filho, Renan Rott de Oliveira, Fátima Daudt e Olívio Jacobus.

 


A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI), promoveu um curso de contabilidade para iniciantes. O objetivo é, sobretudo propiciar os interessados pelo tema conhecimentos sobre fundamentos contábeis, utilidade da contabilidade e suas demonstrações na rotina das empresas.

 


O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, recebeu o deputado federal Júlio Redecker, quando se comprometeu a endossar as reivindicações apresentadas pelo setor coureiro-calçadista junto ao Governo Federal. O encontro contou com as presenças de Eduardo Renato Kunst (Assintecal), Jorge Donatelli (Franca), Gilmar Harth (AicSul), Raul Ludwig (Abrameq), Jorge Faccioni (ACI), etc.

 


O vice-presidente Administrativo-financeiro, João Carlos Hartz está como presidente em exercício da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha. A permanência no posto será até dia 05 de fevereiro, data em que Flávio Fischer retorna das férias.

 


A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, promove curso de Importação, na Unidade de Estância Velha. O curso será ministrado pela instrutora Olga S. Duarte e objetiva propiciar o conhecimento das rotinas de Importação, assim como da utilidade e suas demonstrações no dia-a-dia das empresas.

 


A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, promoveu Workshop de Vendas "Como vender Serviços, Idéias e Projetos" com Kasuo Yassaka de São Paulo. A palestra foi interativa, onde os participantes receberam dicas e ferramentas para influenciar e persuadir pessoas, descobrir o poder do carisma e como aumentá-lo, descobrir a importância da expressão corporal, aprender a utilizá-la e identificar a necessidade do cliente e/ou parceiro.

 


Será lançado o Liquida Novo Hamburgo 2006, campanha de uma grande liquidação nas lojas da cidade. Até o momento, mais de 520 lojas já aderiram à campanha, número este que deverá se ampliar até o início do Liquida Novo Hamburgo. Tendo como organizadores a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas), Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha e Associação dos Lojistas do Novo Shopping, ainda contando com o apoio da prefeitura de Novo Hamburgo, o Liquida Novo Hamburgo pretende ser a maior liquidação de verão, fora de Porto Alegre.