51 2108.2108
Área do Associado
esqueci minha senha

Relatório
de Gestão 2006/2007

Fevereiro de 2006

O Escritório Regional da Junta Comercial de Novo Hamburgo, instalado na Associação Comercial Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, oferece os serviços de encaminhamento de processos (abertura e encerramento de empresas, alterações, pedidos de cópia e de certidão) e autenticação de livros para toda a Região. As unidades da ACI nas cidades de Estância Velha e Campo Bom executam os mesmos trabalhos realizados pela Junta em Novo Hamburgo.

 


Campo Bom prepara retorno da Festa do Sapato. A venda de sapatos deverá estar no centro das atenções. Mas o artesanato e os artistas locais também terão seu espaço. "Ainda não temos nada definido sobre a programação. O certo é que pretendemos atrair visitantes para uma festa bonita, segura, organizada e, claro, que eles se motivem a comprar em nosso município", explica a secretaria administrativa da Festa do Sapato, Magda Della Nina. Além do presidente, Armin Bloss, e de Maria Cristina Schirmer, também integram o Conselho Gestor Ernani Reuter, Olegário Trott e Olivério Ferreira. Eles lideram este movimento que conta com o apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial e Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI), etc.

 


A cerimônia de posse da nova diretoria da Associação Comercial, Indústria e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/EV) foi marcada pelo otimismo. Essa foi à linha do discurso proferido pelo presidente José Flávio Bueno Fischer, que comandará a entidade no biênio 2006/2007. "O Ideograma chinês para designar crise é uma combinação de outros dois ideogramas que significam risco e oportunidade. Devemos aproveitar essa chance para crescermos juntos", destacou Fischer, que já comandou a entidade no período de 2001/2003.

 


Para deixar as coisas mais claras, saber qual o valor real em créditos retidos de PIS/Cofins e IPI das empresas e com isso agilizar os repasses, a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de NH/CB/EV, foi nomeada pela delegada da Secretaria da Receita Federal de Novo Hamburgo, Clari Maria Fantinel Dornelles, a interlocutora junta às indústrias com o intuito de facilitar as demandas de encaminhamentos, consequentemente dos ressarcimentos dos impostos. A informação é do Vice-presidente de Economia e Estatística da entidade, João Bruxel.

 


O lançamento da série Propostas Para um Brasil Melhor, que prevê a publicação semanal de editoriais com a opinião do Grupo Sinos sobre temas que buscam melhorar a administração pública, repercutiu positivamente entre leitores, empresários e lideranças políticas. O segundo assunto a ser abordado, será o fim da possibilidade de reeleição e a criação do mandato único de cinco anos. Tema de abertura da série, a criação de uma lei de Responsabilidade Social foi avaliada de forma positiva pelo presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, Flávio Fischer.

 


A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha vai começar um forte trabalho para que tenha um representante para ajudar na tarefa de redigir a nova Constituição do País. A criação de uma Assembléia Constituinte com este fim, deve participar dois líderes por Estado, já começa a tomar forma em Brasília. E quem vai encabeçar o marketing, articulando várias ações para que alguém da ACI participe desse colegiado, será Jones Baptista Jr.da Agência Supernova de Novo Hamburgo e que aceitou o cargo de vice-presidente de Marketing e Imprensa da entidade.

 


A unidade da ACI, no município de Estância Velha já está representada pelo vice-presidente. O empresário Paulo Link é o representante da Casa do Empresário na cidade. É sócio-gerente da empresa Corretum Recursos Humanos Ltda., que presta serviços de recrutamento, seleção e desenvolvimento de pessoas para toda a Região.

 


O Prefeito de Estância Velha Elivir Desiam esteve no 13° Salão Internacional do Couro e do Calçado, em Gramado. A intenção foi avaliar as possibilidades para atração de indústrias. "Estamos trabalhando para que a crise no setor coureiro-calçadista não tenha conseqüências mais graves", argumentou o prefeito. Ele conversou com outros empresários e membros de entidades como a ACI-NH/CB/EV.

 


Uma das bandeiras da Comissão Antipirataria no Calçado da ACI-NH/CB/EV, a batalha para a criação da Delegacia de Combate à Pirataria no Rio Grande do Sul vem sendo vencida a cada dia. O Ministério Público Estadual sugeriu como ponto para a sede um prédio de propriedade do Estado, cuja área é de 3,5 mil metros quadrados localizado na Rua Comendador Tavares, Zona norte de Porto Alegre. Para dar andamento a proposta de implantação também prevê o apoio de entidades e associações privadas, que, inicialmente investiriam em torno de R$ 1 milhão na reforma e instrumentalização do local. De acordo com o promotor Carlos Alberto Araújo, que também participou do encontro representando o MPE, além da ACI, outras entidades apóiam a instalação de delegacia.

 


A edição de 2006 da Courovisão, organizada pela Fenac S/A em parceria com as diversas entidades do setor coureiro-calçadista, no ano passado reuniu 180 expositores e um público de quase 8 mil pessoas. A courovisão tem como entidades parceiras a ABECA, ABEQTIC, AICSUL, ASSINTECAL, CICB, IBTeC, além do apoio da ABICALÇADOS, da ACI-NH/CB/EV e da FEEVALE.

 


O Executivo da Comissão antipirataria no Calçado da ACI-NH/CB/EV, Marco Aurélio Kirsch, presenciou a materialização da antiga proposta do setor pela criação da tão almejada delegacia de combate à pirataria a ser sediada na Rua Comendador Tavares, Zona norte, em Porto Alegre.

 


A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, promove, em Estância Velha, o curso sobre Custos de Produção Industrial. O evento, que objetiva proporcionar a formação dos custos dos produtos da empresa através dos controles de gastos, custos e despesas de maneira mais adequada.