51 2108.2108
Área do Associado
esqueci minha senha

Relatório
de Gestão 2006/2007

Dezembro de 2006

A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, enviou cartas parabenizando os deputados estaduais Berfran Rosado (PPS) e Marquinho Lang (PFL) por terem desistido de ser secretários da governadora Yeda Crusius ao descobrirem o plano da governadora de penalizar os gaúchos com mais impostos. Assinada pela presidente Fátima Daudt, a carta conclui que "ao retirar-se de um governo cujas propostas iniciais passam ao largo das promessas de campanha e às metas que nossas expectativas desenvolvimentistas ambicionam, o senhor trouxe a todos um exemplo vivo de procedimento e de conduta".

 


A empresa associada da ACI-NH/CB/EV, a ABYZ TI / CIGAM Software de Gestão foi eleita pela Associação de Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, Software e Internet, Seccional Rio Grande do Sul - Assespro, para receber o prêmio Qualidade 2006. A distinção, conferida a casa dois anos pela entidade, destaca as atividades desempenhadas por administradores públicos e privados na área de Tecnologia da Informação (TI).

 


Gestão de Fluxo de Caixa é o curso que será ministrado em Estância Velha, numa promoção da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha. Com a finalidade de auxiliar profissionais da área financeira e incrementar a ótica de análise da boa administração financeira, com a avaliação do Ciclo Econômico X Ciclo Financeiro, além da análise de necessidade de capital de giro da empresa, o instrutor Ricardo Zanchin falará sobre: "A gestão financeira da empresa"; "Planilhamento adequado dos controles financeiros"; "Os desembolsos - custos x variáveis"; "Fluxo de caixa"; "Controle de contas a pagar x contas a receber"; "Orçamento empresarial e o planejamento econômico" e "A empresa e os bancos".

 


O diretor de Relações Institucionais da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, Marco Kirsch, reuniu-se com o secretário Estadual de Desenvolvimento e Assuntos Internacionais Luis Roberto Ponte. No encontro, o diretor da ACI entregou um documento solicitando encaminhamento para a nova equipe de transição da governadora eleita Yeda Crusius. "Queremos a continuidade do apoio que o Estado dá há seis anos para as micro, pequenas e médias empresas coureiro-calçadistas, viabilizando sua participação em feiras expressivas do setor. Este apoio começou ainda no governo Olívio Dutra e continuou no governo Rigotto. Esperamos que a governadora Yeda Crusius seja sensível às necessidades da indústria coureiro-calçadista", sustentou Kirsh.

 


A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha realizou o sorteio dos espaços de micro e pequenos empresários no estande coletivo da próxima Couromoda em São Paulo. O espaço medirá 840 metros quadrados e abrigará mais de 20 estandes.

 


A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha apóia o Projeto de Lei nº 166/14L2006, de autoria do vereador Cleonir Bassani (PSDB), que fala sobre a cassação da eficácia da inscrição do cadastro de alvará em caso de pirataria. O projeto foi aprovado em primeira e segunda votação na Câmara Municipal de Novo Hamburgo, e depois encaminhado ao Executivo, onde aguarda votação.

 


A nova presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, Fatima Daudt, esta dando continuidade à iniciativa da entidade de levar as reuniões do Consed (Conselho Deliberativo), formado pelos vice-presidentes e presidente da ACI, o evento que acontece tradicionalmente em Novo Hamburgo, foi confraternizado com almoço no Clube Oriente em Campo Bom, onde foram colocados em pauta diversos assuntos relativos ao desenvolvimento empresarial nas três cidades onde a entidade atua.

 


O Conselho Jurídico da ACI lança cartilha orientando como pessoas físicas e jurídicas podem contribuir com obras sociais, sem ônus, destinando parte de seu imposto de renda devido ao Fundo dos Direitos da Criança e Adolescente.

 


A Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul), através de seu presidente, José Paulo Cairoli, em conjunto com a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, encaminhou correspondência, ao Legislativo Gaúcho, pedindo apoio ao projeto de Lei 230/2006, de autoria do deputado João Fischer - Fixinha (PP), que dispõe sobre a cassação da inscrição de estabelecimentos que comercializarem produtos falsificados, contrabandeados ou de origem duvidosa.

 


Um alento para os empresários da região: a indústria do Rio Grande do Sul deve começar a sair da crise econômica em 2007. O dado faz parte da previsão do economista Igor Morais, que foi o palestrante do último Prato Principal do ano, realizado pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo bom e Estância Velha.

 


Numa época do ano em que o índice de assaltos bate recorde, o Papo com Café, iniciativa do Conselho Jurídico da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, trouxe o tema "Prevenção - Não se torne vítima da violência", com o major Régis Rocha da Rosa. Ele apresentou a Operação Papai Noel 2006, campanha as Brigada Militar que traz dicas de segurança ao cidadão.

 


Por determinação da presidência da Junta Comercial do Rio Grande do Sul haverá mudanças no recolhimento de taxas e arrecadações. Por isso a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, através da Junta Comercial, Micro Região Novo Hamburgo, decidiu antecipar algumas mudanças. Até um final do ano vigorará o Documento Impresso de Receitas (DIR) para o recolhimento das taxas correspondentes aos serviços prestados pela Junta Comercial/RS. A partir do ano que vem, as mesmas serão recolhidas por Guia de Arrecadação (GA), que poderá ser extraída do site da Junta Comercial do Rio Grande do Sul (Jucergs).

 


A Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha manifestou sua contrariedade quanto ao reajuste de salários dos parlamentares brasileiros. A entidade enviou um manifesto de repúdio ao Presidente da República Luís Inácio Lula da Silva, à ministra presidente do supremo Tribunal Federal Ellen Gracie Northfleet, ao presidente da Câmara dos Deputados Aldo Rabelo e ao presidente do Senado Renan Calheiros.

 


Tecnologia e criatividade. Essa deve ser a principal marca da BR-116 Inteligente, projeto que foi apresentado para a Prefeitura de Novo Hamburgo e membros de diversas entidades hamburguenses na sede da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/EV).

 


A entrega dos troféus e certificados para as empresas que se destacaram na pesquisa "Marcas que Marcaram com Responsabilidade" foi momento de confraternização entre as grifes que não saem da cabeça da população. O levantamento científico foi feito pelo centro de Pesquisa e Planejamento (CPP) da Feevale, encomendado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicado do Comércio Varejista (Sindilojas), Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/EV) e Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo, ouviu 1.127 hamburguenses dos 26 bairros. Foram pesquisados 69 segmentos e a cerimônia ocorreu no restaurante Panorâmico da Fenac.

 


O advogado Ivo Kunzler reuniu em torno de 70 empresários na ACI para discutir a problemática tributária.

 


O diretor de Relações Institucionais da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo bom e Estância Velha, Marco Aurélio Kirsch, irá participar da promoção da Folha de Novo Hamburgo que convoca personalidades da cidade para uma brincadeira de Natal.

 


Através de parcerias com a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI) e com o Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae/RS), a Associação de Apicultores de São Sebastião do Caí (Aapicai), tem realizado cursos, visitas de campo e agora busca a padronização de selo e produtos para possibilitar que seus integrantes entrem no mercado comercial de mel puro e outras alternativas derivadas da atividade. Ações começaram a ocorrer com mais freqüência quando a entidade foi convidada a participar do projeto Empreender da ACI de Novo Hamburgo. "A iniciativa reúne produtores e entidades dos vales do Sinos, Caí e Paranhama na busca de debates sobre a realidade na apicultura e busca de soluções para problemas comuns, o que tem sido muito proveitoso", apontou presidente Iolanda Scheuermann.

 


O inconformismo com a grande quantidade de tributos cobrados no Brasil também está presente na região. Um exemplo está nas freqüentes mobilizações promovidas pela ACI de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha. Na sede localizada na cidade hamburguense pode ser conferida a exposição itinerante Feirão do Imposto, que exibe produtos com preços de mercado e o quanto custariam caso estivessem livres de tributos. A intenção é mesmo provocar os consumidores. "Está na Constituição: o consumidor tem direito de saber quais são os impostos que está pagando sobre um produto", explicou Edgar Luiz Fedrizzi Filho, vice-presidente de Infra-estrutura da entidade. A presidente da ACI, Fátima Daudt, defende que a tributação, se não pode ser reduzida, pelo menos não deve ser aumentada. Ao mesmo tempo, o dinheiro arrecadado, segundo ela, deveria ser aplicado de maneira mais eficiente para viabilizar mais negócios, infra-estrutura e empregos.

 


Em reunião entre representantes de entidades da cadeia produtiva coureiro-calçadista, sindicatos e prefeituras foram definidos a criação de quatro grupos de trabalho - Mercado Internacional, Mercado Externo, Tecnologia, Desing e Inovação e também Gestão - que vão trabalhar em cima de ações que vão culminar em um projeto a ser trabalhado no ano que vem. Participaram representantes da Abeca, Assintecal, Abicalçados, da AicSul, ACI, do Senai, das prefeituras de Parobé e Sapiranga, dos sindicatos das Indústrias de Calçados de Estância Velha, Igrejinha e Três Coroas e empresários.

 


A Fundação Semear, braço social da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI), em parceria com a entidade hamburguense Associação Beneficente Evangélica Floresta Imperial (Abefi), está desenvolvendo o projeto Geração Empreendedora. Será realizada a Feira de trocas, com o propósito de fortalecer os laços de solidariedade. Os alunos trarão objetos para trocar (bonés, camisetas, bijuterias, bolinhas de gude, cartões, canetas).

 


A presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, Fátima Daudt, reuniu-se com o Prefeito de Estância Velha, Elivir Desiam. Ela apresentou o trabalho desenvolvido em Novo Hamburgo indicando projetos que podem ser desenvolvidos também em Estância velha, de acordo com sua entidade, como o Conselho Municipal de Turismo e Conselho de Desenvolvimento Econômico.

 


Um impulso para o desenvolvimento e valorização do comércio e do turismo de Novo Hamburgo. Assim pode ser definida a obra do Receptivo Turístico, que será construído no centro da cidade e cujo edital de abertura de licitação foi assinado pelo prefeito Jair Foscarini no Centro Administrativo Leopoldo Petry. A solenidade teve a participação dos presidentes do CDL, Remi Carasai, e do Sindilojas, Ivar Ullrich, parceiros na iniciativa juntamente com a ACI.

 


A ACI de Novo Hamburgo entregou nas mãos do diretor da DNIT, Marcos Ledermann, uma carta solicitando que o órgão divulgue o valor que está sendo destinado para o projeto da BR-116 Inteligente, bem como para a ampliação do Trensurb no trecho São Leopoldo a Novo Hamburgo. O Objetivo é buscar maior transparência e melhores condições para que a entidade possa acompanhar o processo.

 


O Presidente da Fundação Semear, Olívio Jacobus, e o diretor de Relações Institucionais da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, Marco Aurélio Kirsch, visitaram o Grupo Editorial Sinos para cumprimentá-los pela passagem de seus 49 anos de fundação.

 


O prolongamento do tarifaço por dois anos, aliado as medidas de restrição do acesso dos exportadores a créditos tributários relacionados ao ICMS, que deverão ser votados na Assembléia Legislativa, terá amplo impacto sobre os hábitos de consumo da sociedade gaúcha. Mas, mais que isto, pode ser um golpe decisivo na indústria coureiro-calçadista do Vale do Sinos, que já vive uma crise em função de fatores como a concorrência chinesa e a valorização do real sobre o dólar. Segundo a presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, Fátima Daudt, a entidade está mobilizada para pressionar os deputados durante a votação dos projetos. "Vamos até colocar um ônibus para quem quiser ir à Assembléia". A entidade enviou cartas aos deputados estaduais, bem como à futura governadora, com a intenção de sensibilizar pela reprovação da proposta e mostrando a sua contrariedade com as medidas.

 


Para a presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI) de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, Fátima Daudt, as entidades já estão atentas e mobilizadas caso a restituição dos créditos de ICMS sejam resolvidos por canetaço. "A ACI está junto das federações na luta contra o aumento de impostos. Todas as ACIs do Estado estão satisfeitas com a queda do projeto. A governadora eleita Yeda terá que rever sua articulação política e, especialmente, os seus posicionamentos".