51 2108.2108
Área do Associado
esqueci minha senha

Notícias

26/02/2018

Comitê da Qualidade recebe representante do PGQP

Clique na imagem e veja a galeria completa

Dia 20 de março ocorre um Workshop de Autoavaliação na ACI

Novo Hamburgo/RS - O Comitê Regional da Qualidade RS - Vale do Sinos, ligado à Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, e que tem na vice-presidência o empresário David Paludo, recebeu, na quinta-feira (22), o representante da Secretaria Executiva do PGQP (Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade), Hiparcio Stoffel. Na reunião técnica foram apresentados o posicionamento PGQP 25+, as mudanças do MEG 21ª edição e os Desafios PGQP.

Atualmente o propósito do PGQP é “inspirar pessoas e organizações a transformarem seus mercados por meio da inovação e gestão” e as principais inovações do novo MEG (Modelos de Excelência da Gestão) são:

1. Guia de Referência - o Modelo se tornou um passo a passo, um tutorial, bem didático, simplificado e de fácil entendimento para que as organizações saibam o que precisa ser feito para alcançar patamares de excelência;
2. Oito Fundamentos - os treze Fundamentos e oito Critérios da Excelência das edições anteriores foram simplificados em oito Fundamentos, desdobrando-se diretamente em Temas que, por sua vez, concretizam-se em processos;
3. Novo Diagrama - a Mandala foi substituída pelo Tangram - antigo quebra-cabeça chinês e apresenta os 8 Fundamentos. O objetivo é mostrar que o novo Modelo é interativo e pode ser adaptado a qualquer tipo de organização, permitindo milhares de combinações;
4. Ferramentas e Metodologias - para cada Tema, indica-se o uso de algumas Ferramentas e Metodologias de gestão. As sugestões não têm um caráter prescritivo e sua finalidade é a de explicitar exemplos para auxiliar as organizações em sua busca por soluções para os desafios de seus negócios;
5. Não contempla instruções sobre avaliação - a FNQ desenvolveu uma outra publicação que destinada àquelas empresas que quiserem participar de algum tipo de reconhecimento ou obter um diagnóstico sobre o grau de maturidade da sua gestão.

Segundo explicou Stoffel, os Desafios Excelência da Gestão, Inovação, Cidades e Competividade Sustentável são uma nova abordagem do PGQP, propondo experiência das organizações de maior proximidade com o Programa, com participação de especialistas, de ponta a ponta, em ciclos anuais. Através dos desafios é possível contemplar Conceito + Ciclo + Conhecimento, Produtos e Entrega Final.

No lugar do SAG (Sistema de Avaliação da Gestão) surgiu o Desafio Excelência da Gestão. Este Desafio é constituído de cinco etapas: Autoavaliação, Plano de Melhoria da Gestão, Implantação, Sistema de avaliação e aprendizado. O ciclo pode ocorrer a qualquer momento do ano, a participação é opcional (em partes ou completa) e a autoavaliação é realizada com o acompanhamento de um especialista.

A primeira etapa do Desafio Excelência da Gestão é o Workshop de Autoavaliação. Este evento é de oito horas, onde a organização faz a autoavaliação com base no instrumento de avaliação 125, 250 ou 500 pontos, orientada pelo instrutor. No final do evento, além da autoavaliação, a organização selecionará as iniciativas para seu plano de melhoria da gestão. “É recomendável que o participante tenha conhecimento da gestão de sua organização para que o resultado da autoavaliação retrate a realidade da empresa, oportunizando priorizar lacunas para elaboração posterior do Plano de Melhoria da Gestão (PMG)”, enfatizou.

Dia 20 de março, das 13h30min às 22h30min ocorrerá uma edição, promovida pelo Comitê Regional da Qualidade RS - Vale do Sinos e Secretaria Executiva PGQP, na ACI. As inscrições podem ser realizadas através do link https://goo.gl/NrT8pM . Em março também será lançado o Prêmio Qualidade RS e será disponibilizado o manual com todas as informações para participação.

Mais informações podem ser obtidas na ACI, com Lilian, pelo fone 2108-2108 ou pelo e-mail comiteregional@acinh.com.br .

De Zotti – Assessoria de Imprensa
Em 26/02/2018